EDUCAÇÃO E DIREITOS HUMANOS - Live vai discutir práticas de interação social de estudantes indígenas no Campus Amajari

por Rebeca publicado 26/08/2020 09h42, última modificação 26/08/2020 09h42
O encontro virtual ocorre dia 4 de setembro, às 14 horas, com transmissão pelo perfil do Instituto Federal de Roraima no YouTube

Discutir a importância da educação e dos direitos humanos de estudantes indígenas e não indígenas da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, em especial as práticas de interação social de estudantes indígenas do Campus Amajari. Esse é o objetivo da live que ocorre dia 4 de setembro, às 14 horas, com transmissão pelo perfil do Instituto Federal de Roraima no YouTube.

No encontro virtual, ocorrerá a divulgação do e-book Educação e Direitos Humanos na Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, publicado pela Editora do Instituto Federal da Paraíba.  Participam da live os professores do Campus Amajari Marcos Antônio de Oliveira e Lucas Correia Lima, autores de um dos capítulos do livro, bem como os organizadores Lesliê Vieira Mullico e Pâmella Passos.

Podem participar a comunidade acadêmica do IFRR e interessados. Marcos Antônio e Lucas Lima são autores do capítulo “Estudantes indígenas e não indígenas: práticas de interação social em Amajari". “Nós refletimos sobre a educação em direitos humanos e as tensões raciais vivenciadas pelos estudantes indígenas da instituição e as ações do Campus Amajari para reduzir essas tensões”, explicou Marcos.

No artigo, os autores discutem a questão dos direitos humanos em educação e abordam o problema do racismo vivenciado por alunos indígenas do Campus Amajari e o que a unidade de ensino está fazendo para reduzir/amenizar essa prática. Aproximadamente 57% dos alunos do CAM se autodeclaram indígenas.

Lucas Lima comenta que o livro é composto por dez capítulos, com produções de cinco diferentes instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que é muito diversa e importante na interiorização de uma educação pública gratuita de qualidade. “Traz, a partir de relatos de experiências e reflexões teórico-práticas, um cotidiano da Rede Federal que atua na promoção da Educação em Direitos Humanos”, disse.

 

 

Ascom/Reitoria
Rebeca Lopes
Fotos: IFRR
28/8/2020

CGP