Campus Amajari divulga programação da Semana dos Povos Indígenas

por Bruna Dionísio Castelo Branco publicado 15/04/2021 17h10, última modificação 15/04/2021 17h07
A Semana dos Povos indígenas vai ser exibida pelo canal oficial do IFRR no Youtube, nos dias 19, 20, 22 e 23 de abril

 

O dia do índio é celebrado no dia 19 de abril, uma data símbolo de luta e resistência dos povos indígenas.  Anualmente, o Campus Amajari do Instituto Federal de Roraima (IFRR-CAM) realiza a Semana dos Povos Indígenas, com debates, palestras, oficinas e apresentações culturais alusivas ao tema. Este ano, em razão das atividades de trabalho estarem ocorrendo de forma remota, o evento será transmitido virtualmente.

A Semana dos Povos indígenas vai ser exibida pelo canal oficial do IFRR no Youtube, nos dias 19, 20, 22 e 23 de abril, conforme programação:

 

19/04 – Abertura da Semana dos Povos Indígenas - Exibição de vídeo sobre os povos indígenas em Roraima.

Horário: 10h

 

20/04 – Palestra: Povos indígenas de Roraima: nossa história, nossa luta.
Palestrantes – Lideranças Indígenas: Dilson Ingaricó, Thelma Taurepang e Reinaldo Yecuana

Horário: 15h às 16h30

 

22/04 – Palestra: “Pesquisas realizadas no IFRR: o que aprendemos com os povos indígenas de Roraima “

Palestrante: Profº Marcos Antônio de Oliveira

Horário: 10h às 11h

 

23/04 – Apresentação cultural indígena

Horário: 15h às 16h

 

Conforme a Diretora Geral do Campus Amajari Pierlângela Cunha, a realização debates e exibição de vídeos durante a Semana dos Povos Indígenas é de fundamental importância para a comunidade acadêmica, pois CAM é a unidade que tem o maior número de estudantes indígenas do IFRR, e a sua criação contou com a participação das comunidades indígenas localizadas no município de Amajari. “Com isso, o CAM sempre teve apoio e apoiou essas comunidades, além de, ao longo dos anos também ter expandido sua atuação atendendo outras comunidades indígenas, localizadas nos municípios de Boa Vista, Cantá, Uiramutã, Normandia, Alto Alegre e Pacaraima, com ações de ensino e extensão. Assim, atuar em parceria com os povos indígenas tornou-se uma prática constante no Campus, com isso, realizar eventos com e sobre os povos indígenas são essenciais para cada vez mais servidores e demais participantes compreendam o trabalho realizado pelo IFRR”, declarou.

O professor Marcos Oliveira será um dos palestrantes do evento. Ex-docente do CAM, Marcos realizou sua pesquisa de doutorado pela Universidade de São Paulo (USP) sobre indígenas da etnia macuxi que são estudantes no campus Amajari. Conforme o professor, a educação indígena é fundamental na formação inicial destes estudantes, para preservação de traços de cultura, e manutenção de identidades étnicas vivas.

“Os alunos, incialmente, vêm ao Campus Amajari motivados pelo desejo dos pais e lideranças de suas comunidades, para que eles possam aprender algo relacionado a agropecuária e aquicultura, mas depois se interessam em cursar o nível superior. Eles enxergam o CAM com uma qualidade muito boa no ensino, pela formação dos professores que lecionam e pela estrutura do campus. Também enxergam em suas comunidades uma série de deficiências, como ausência de educadores e falta de estrutura para a conclusão do ensino médio (...) então veem na instituição uma possibilidade de ter acesso a um projeto de futuro, para desenvolvimento de sua região”, disse.

Dos cinco campi do IFRR, o Campus Amajari é o que possui maior número de alunos indígenas autodeclarados, quase 60%. Eles são das etnias macuxi, wapixana, sapará e taurepang.

 

Ascom/Reitoria
Bruna Castelo Branco
15/4/21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CGP