Campus Amajari do IFRR orienta famílias indígenas do Maturuca sobre manejo de peixes

por Laura publicado 02/09/2021 12h25, última modificação 02/09/2021 12h29
Fim do atendimento será marcado pela entrega de alevinos para que os moradores possam dar continuação ao cultivo dos peixes de forma sustentável

Por meio do Programa de Fortalecimento da Piscicultura de Base Familiar e Comunitária no Estado de Roraima (Peixarr), o Campus Amajari do Instituto Federal de Roraima (CAM/IFRR) chega até a Comunidade indígena do Maturuca, localizada no Município de Uiramutã (RR), para auxiliar famílias a ter autonomia no manejo de peixes de forma sustentável, contribuindo para sua segurança alimentar.

A demanda foi dos próprios moradores da comunidade e está sendo atendida em etapas, conforme o coordenador do projeto, professor Lucas Comassetto. Primeiro, foi feita uma visita técnica ao local e, nesta semana, uma equipe de profissionais do CAM retorna à comunidade para realizar uma oficina de orientação técnica sobre o manejo de peixes de forma sustentável.

“Essa oficina visa dar as primeiras orientações quanto ao cultivo de peixes, abordando processos como a aclimatação, o manejo preventivo para que não haja problemas com a qualidade de água durante o cultivo, a partir do cálculo da quantidade certa de alimento, e instruções sobre o momento em que o peixe estará pronto para retirada do viveiro. Resumidamente, eles aprenderão todas as técnicas para o sucesso do cultivo de peixes dentro da comunidade”, explicou Comassetto.

O fim do atendimento à comunidade, previsto para ocorrer ainda este mês, será marcado pela entrega de alevinos para que os moradores possam dar continuação ao cultivo dos peixes de forma sustentável, com foco na segurança alimentar, ao mesmo tempo em que se beneficiam de uma alternativa de renda e de diversificação da tradicional atividade econômica, centrada na agricultura familiar.

 

Laura Veras 
Ascom/Reitoria
2/9/2021

 

 

CGP