Campus Amajari recebe cerca de 300 pessoas na IV Mostra Pedagógica

por Laura publicado 22/10/2015 17h15, última modificação 23/10/2015 08h35
Com o tema Educação do Campo: Produções e Saberes, a IV Mostra Pedagógica do Instituto Federal de Roraima/Campus Amajari (IFRR-CAM) reuniu, nesta quarta-feira (21), cerca de 300 pessoas, entre alunos, professores, técnicos e a comunidade em geral, na sede da unidade.

Com o tema Educação do Campo: Produções e Saberes, a IV Mostra Pedagógica do Instituto Federal de Roraima/Campus Amajari (IFRR-CAM) reuniu, nesta quarta-feira (21), cerca de 300 pessoas, entre alunos, professores, técnicos e a comunidade em geral, na sede da unidade.

Na abertura, o diretor de Ensino, Evaldo Pulcinelli, que na ocasião representou o diretor-geral do campus, George Sterfson Barros, destacou que “a Mostra Pedagógica é um dos principais eventos realizados pela instituição, pois é por meio dela que professores e alunos têm a oportunidade de mostrar os trabalhos desenvolvidos no campus durante o ano letivo. Dessa forma, gostaria de parabenizar a comissão organizadora, os servidores envolvidos nesse trabalho, as escolas estaduais e municipais que nos prestigiaram e, de forma especial, os nossos alunos, que abrilhantaram o evento”.

IMG_20151021_144946617.jpg
A abertura contou com uma apresentação de dança e de teatro realizada pelos alunos do CAM, sob a coordenação do coordenador de Alojamento da unidade, Jerob Yoshihiro.

Durante toda a tarde, os participantes acompanharam os projetos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos pelo campus. Houve apresentações sobre cultura indígena, fertilidade do solo, lixo e reciclagem, cooperativismo, apicultura e reprodução de peixes. “O evento envolveu momentos de aprendizagem, troca de experiências, participação e integração, dando oportunidade aos alunos e aos professores para mostrar à comunidade escolar os trabalhos do Campus Amajari”, explicou a coordenadora Pedagógica da unidade, Thays Carvalho.

O público ainda teve acesso às experiências do projeto Ciência Show, ao lançamento de foguetes, à maquete de gaiola de codornas, à apresentação do instrumento “pé de galinha” para curvas de nível e à exposição da coleção zoológica do campus e da caixa entomológica de pragas. Outra iniciativa foi a realização da atividade Vamos conversar? Sente-se comigo!, cujo objetivo foi acolher e abrir espaço para o diálogo entre os participantes do evento.

Mostra12.JPG
Entre os convidados estavam os alunos da Escola Municipal Ieda da Silva Amorin e da Escola Estadual Indígena Santa Luzia.

Aldeir da Silva é aluno da Escola Estadual Tuxaua Raimundo Tenente, localizada na Comunidade indígena Araçá da Serra. Ele participou da mostra pela primeira vez. “Foi muito legal e proveitoso para mim. Além de conhecer os diversos trabalhos que estão sendo apresentados, pude trocar ideias com alunos de várias escolas do Amajari. Com certeza, pretendo voltar na próxima edição”, ressaltou. 

Ao final do evento, os participantes prestigiaram o musical de copos produzido pelos alunos do campus. Nesta edição, todas as apresentações culturais foram desenvolvidas pela comunidade acadêmica do CAM. 

CGP