Alunos realizam visita técnica em fazenda do Amajari

por Laura publicado 08/09/2015 20h15, última modificação 14/09/2015 19h09
Para acompanhar as técnicas de produção de bovinos de leite, frango caipira, codornas e plantas forrageiras, alunos do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Roraima/ Campus Amajari (IFRR-CAM) realizaram, no último sábado (5), uma visita técnica à Fazenda Rubanda, no município de Amajari (RR). A atividade foi acompanhada pelas professoras Lilian Rosa e Wilma Gonçalves.

Para acompanhar as técnicas de produção de bovinos de leite, frango caipira, codornas e plantas forrageiras, alunos do Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal de Roraima/ Campus Amajari (IFRR-CAM) realizaram, no último sábado (5), uma visita técnica à Fazenda Rubanda, no município de Amajari (RR). A atividade foi acompanhada pelas professoras Lilian Rosa e Wilma Gonçalves.

Durante a visita, os alunos conheceram as instalações para as aves e os bovinos de leite, e compreenderam os processos de produção agropecuária e suas principais dificuldades. “Outros pontos abordados foram o manejo de rotação de pastejo utilizado para as galinhas caipiras e as codornas, a identificação das principais raças e as técnicas de produção de forragem”, explicou a professora Wilma Gonçalves.

Os alunos também acompanharam como funciona a Apicultura, uma atividade que desponta como oportunidade de negócio sustentável para os produtores da região.  “Com a visita, eles [alunos] puderam verificar a relação dos conteúdos estudados em sala de aula com a prática da Apicultura, por meio da observação e análise da vegetação nativa com potencial para utilização como pasto apícola”, esclareceu a professora Lilian Rosa.  

Ela destacou que a visita técnica complementa o processo de ensino-aprendizagem, dando ao aluno a oportunidade de visualizar os conceitos abordados em sala de aula. “Por isso, ela é um recurso didático-pedagógico que obtém ótimos resultados educacionais, uma vez que permite ao aluno ver, ouvir e sentir a prática da atividade, tornando o processo de aprendizagem mais motivador e significativo”, salientou.

No final da visita, os alunos participaram do processo de fabricação artesanal de queijo de manteiga e da coleta de amostras para a identificação de agentes infecciosos em equinos e bovinos de leite. 

 

CGP