Alunos e docentes apresentam resultados na VII Mostra Pedagógica do CAM

por Bruna Dionísio Castelo Branco publicado 31/10/2018 18h35, última modificação 31/10/2018 18h35
A Mostra Pedagógica faz parte do calendário escolar do CAM, promovendo uma aproximação entre docentes, alunos e demais colaboradores da comunidade acadêmica.

Tecnologias para o campo, manejo do pescado, inovações para o solo, produção de alimentos. Esses foram alguns dos temas apresentados na VII Mostra Pedagógica do Campus Amajari por alunos e docentes. O evento visa apresentar à comunidade acadêmica os trabalhos desenvolvidos ao longo do ano letivo.

 

O estudante Francijones Soares, da turma 124 do curso superior de Tecnologia em Aquicultura, foi um dos integrantes do projeto Tecnologia do Pescado. O grupo apresentou uma cadeia de processamento do pescado, desde o momento do tratamento, passando pela conservação, até o consumo final.  Para o estudante, a experiência foi válida. “Com o grupo pude aprender algumas receitas que não conhecia”, conta.

 

Para exemplificar as formas de consumo do pescado, o grupo, orientado pela professora Gelcirene Albuquerque, preparou um cardápio de encher os olhos e animar o paladar. Aos visitantes da tenda foram servidos vatapá, damorida, piracuí (farinha de pirarucu e bodó), moqueca de jacaré, arraia frita, salada aviú (com camarões de água doce), bolinho de pirarucu e caldo de carcaça de peixe.

Para a docente orientadora, a intenção do trabalho foi mostrar que há espécies de pescado que não têm valor comercial, mas que podem ser aproveitadas. Segundo ela, há desperdício de matéria-prima por falta de conhecimento. “Peixes como a traíra ou a arraia têm rico valor nutricional, mas, por desconhecimento, não são aproveitados e logo descartados”, declarou.

 

Turma 124 e o projeto "Tecnologia do Pescado".

 

Outro trabalho destacado, com o tema Fruticultura, foi o da turma 126 do 2º ano do curso  de Técnico em Agropecuária integrado ao ensino médio. O grupo, orientado pelo professor Patrício Ferreira e apresentado pelos alunos Martinho Macuxi e Maria Eduarda Gomes, apresentou métodos utilizados para medir o grau de qualidade das frutas. Os alunos explicam que os procedimentos são usados na pós-colheita da fruta, antes que ela siga para o mercado. Características como grau Brix (quantidade de açúcar) e acidez podem ser medidos por meio de aparelhos ou substancias químicas.

 

Projeto Fruticultura da turma 126
Projeto Fruticultura da turma 126

 

Para Maria Eduarda, a experiência foi válida. Em sua segunda mostra, a estudante mudou a área de estudo. “Ano passado me envolvi no projeto de cordel, mas este ano o tema de fruticultura me interessou muito, pois é uma maneira de oferecer produtos de qualidade para o mercado, para que o consumidor saiba o que está comprando”, conta.

No seu primeiro ano como docente no CAM, a professora Isamilde Carvalho avalia o evento de forma positiva. “Na mostra, temos a possibilidade de ter outro olhar para o aluno. Às vezes, na sala de aula, um aluno não se destaca em determinadas disciplinas, por timidez ou falta de afinidade com o assunto, mas, nesse tipo de atividade, pode se revelar talentoso, ter espírito de liderança e responsabilidade. A impressão que tive foi que a ação tornou visíveis qualidades antes não percebidas em sala de aula”, revela.

A Mostra Pedagógica faz parte do calendário escolar do CAM, promovendo uma aproximação entre docentes, alunos e demais colaboradores da comunidade acadêmica.

 

Bruna Castelo Branco
CCS Amajari
31/10/2018

CGP